ECA em greve; Temos vergonha da cobertura feita pela mídia


O que assistimos recentemente foi uma reprodução incansável de estereótipos, que só serviram para manipular a opinião pública contra as lutas que são primordiais dentro do campus.

Como estudantes de universidade pública, é também nosso papel questionar a maneira como a mídia trata os movimentos sociais, principalmente como ela tem tratado o movimento estudantil. Buscar entender as raízes do problema exige apuração minuciosa, princípio básico do jornalismo. Posições existem, mas elas não podem ocultar ou distorcer fatos.

O nome do que está sendo praticado é anti-jornalismo. A sociedade não financia a nossa formação para sermos profissionais como esses.

– Trecho do esboço da moção de repúdio dos estudantes da ECA

Ontem a ECA (Escola de Comunicações e Artes) se reuniu em assembleia para decidir se entraríamos ou não em greve. Em uma Escola que normalmente é desmobilizada politicamente, 380 estudantes se reuniram (número que subiu para 420, após os alunos da Escola de Arte Dramática terem se anexado ao grupo) por volta das 18h, na Prainha, e permaneceram até por volta de 22h discutindo e votando os rumos da Escola. “Parece que a gente está numa Quinta & Breja”, um dos alunos falou quando pegou o microfone.

Grande parte dos alunos que estavam lá deram seus relatos de que era a primeira ou uma das primeiras vezes que participavam de uma assembleia. Vejam bem, são pessoas que normalmente não se envolvem em questões políticas. São pessoas que normalmente não se vêm representadas pelo Movimento Estudantil por o julgarem herméticos ou radicais demais.

Além disso, estamos às vésperas do BIFE, um dos jogos inter-faculdades que acontecem todo ano. Posso dizer aqui com toda a convicção: a uma altura dessas a ECA já estaria em polvorosa e o BIFE deveria ser, agora, o assunto do momento. Não está sendo. O que se vê na ECA, hoje, é um intenso debate sobre a greve e sobre a atuação a Polícia Militar na última terça-feira. E sim, estamos sendo muito democráticos em todas, absolutamente todas as decisões. Estamos dando sim espaço para todos que queiram expor suas opiniões, por mais longas que as assembleias se tornem. E o mais importante: os alunos não arredam pé das discussões, pelo contrário, ficam até o fim e ainda vão discutir depois entre os cursos.

Decisões

Decidimos por aderirmos à greve – a votação se deu por contraste, com uma enorme maioria a favor da greve. Decidimos por cada curso decidir se fará piquete ou não e como fará, em caso afirmativo. Decidimos por tentar fazer os professores que quiserem dar aulas na ECA, darem aulas públicas, com asssuntos conexos ao que está acontecendo. Decidimos criar meios alternativos de comunicação porque todos nós sentimos uma profunda vergonha em relação a como tudo está sendo passado pela mídia – e nós, como futuros comunicadores, temos o dever de rebater isso tudo.

Se nós da ECA estamos mobilizados a este ponto, é porque tem muita coisa errada nisso tudo. Nós fizemos, ontem, a maior assembleia desde 2007 que a ECA já viu. Não é pouca coisa.

**********

Em tempo, acabou de ser publicado (às 14h15, portanto, há 10 minutos) o texto final da Moção de Repúdio a Cobertura da Imprensa Sobre o Movimento Estudantil. O esboço do texto foi feito e aprovado ontem, durante a assembleia.

Autor: Paulo Fávari

Paulo Fávari é mestrando em Artes Cênicas pela Escola de Comunicações e Artes da USP com o tema O trabalho experimental de Chico de Assis nos anos 1960: direção, dramaturgia e pedagogia, sob orientação do professor Sérgio de Carvalho. É também pesquisador do Laboratório de Investigação em Teatro e Sociedade (LITS). Graduado em Jornalismo pela Escola de Comunicações e Artes da USP.

Uma consideração sobre “ECA em greve; Temos vergonha da cobertura feita pela mídia”

  1. Genial! Paulo, não sei se você cnsegue vr meu email, então vou deixar aqui
    tposhiro@yahoo.com.br , a gente vai trocndo idéias sobre o que ´ta rlando no IFCH, e o que vocês tão passando aí na USP, criando mais um canal de diálogo.

    Poxa, realmente feliz ler o que você escreveu.

    Um abraço!

    Curtir

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s