Disciplina de Kung Fu aproxima a cultura chinesa dos alunos da EEFE


Para USP Online

Conta-se que há muito tempo atrás, na China, uma monja taoísta chamada Ng Mui, sobrevivente do incêndio do templo Shao Lin, criou um método de luta. Conversando com o um senhor de nome Yim Yee, soube que um homem chamado Wong havia ameaçado levar sua filha como pagamento de uma dívida. Ng Mui, então, ensinou sua técnica à filha de Yim Yee para que se defendesse.

O genro de Yim Yee, via sua esposa treinar o método aprendido. Subjugando-a, convidou a uma luta. Sofreu uma incrível derrota e, admitindo a eficiência da luta, pediu que sua esposa a ensinasse. Em homenagem, batizou a nova luta com o nome dela: Wing Chun.

Também chamado de Ving Tsun, o Wing Chun é uma das centenas de estilos da arte marcial chamada Kung Fu e foi tornado mundialmente conhecido por Bruce Lee. Aos alunos que se interessam por essa arte, a Escola de Educação Física e Esporte (EEFE) da USP criou recentemente uma disciplina – ministrada pelo professor Walter Roberto Correia, ou Moy Waa Dat, da 11ª geração da linhagem e discípulo de Moy Yat Sang (Léo Imamura), introdutor do Wing Chun na América do Sul.

A disciplina

A escolha pelo Wing Chun (e não por outra arte marcial) se deu, naturalmente, pelo fato de que Moy Waa Dat já tem uma relação com o estilo. “Todo docente parte daquilo que pressupostamente sabe ou tem uma relação. Na verdade, eu coloquei o meu objeto de desejo e admiração à frente para a escolha do Wing Chun Kung Fu”, justifica.

O ineditismo da EEFE está na criação da disciplina fora dos moldes do que se ensina em academias de esportes. Em outras palavras, não se aprende a lutar Wing Chun, recentemente tornado patrimônio cultural intangível pela UNESCO, mas a cultura deste estilo. Para tanto, são ensinados na disciplina tópicos como o que é um sistema estratégico chinês, a importância da tradição oral e a configuração do sistema Wing Chun. “Quando nós trazemos o Wing Chun Kung Fu, nós trazemos elementos da cultura chinesa, o que nos permite descobrir novas lógicas e possibilidades de avaliação do corpo, das relações humanas e da própria cultura”, explica Moy Waa Dat.

Kung Fu

“Se nós desmembrarmos os ideogramas da palavra Kung Fu, um simboliza trabalho, esforço, aplicação de energia; e o outro ideograma significa homem sábio. Se nós pudéssemos oferecer uma interpretação da palavra Kung Fu, seria ‘um esforço trabalhado com inteligência, com sabedoria’”, explica Moy Waa Dat.

A rigor, a expressão de uma habilidade que é fruto de esforço e trabalho é Kung Fu. No entanto, a faceta marcial, popularizada pelo cinema, foi a que ficou mais evidente. O professor exemplifica “a minha mãe querida tem bom Kung Fu na culinária e para cuidar dos seus familiares como dona de casa. Ela tem bom Kung Fu, ela construiu aquilo com habilidade”.

Especificamente em relação ao Wing Chun, sua maior contribuição diz respeito à feminilização da guerra. “O empreendimento do combate, do uso da força, pelo menos nos últimos milênios é algo que ficou inserido no âmbito do masculino. A feminilização da guerra é uma estratégia para harmonizar as forças que operam na vida e nas relações socias”, aponta Moy Waa Dat.

“Bons projetos, boas intenções e boas fantasias sem uma estratégia adequada é disperdício de energia, mas, sobretudo, é empobrecimento da alma” – Moy Waa Dat

Autor: Paulo Fávari

Paulo Fávari é mestrando em Artes Cênicas pela Escola de Comunicações e Artes da USP com o tema O trabalho experimental de Chico de Assis nos anos 1960: direção, dramaturgia e pedagogia, sob orientação do professor Sérgio de Carvalho. É também pesquisador do Laboratório de Investigação em Teatro e Sociedade (LITS). Graduado em Jornalismo pela Escola de Comunicações e Artes da USP.

3 comentários em “Disciplina de Kung Fu aproxima a cultura chinesa dos alunos da EEFE”

  1. gostei Nando, desconhecia o significado, ficamos sabendo fragmentos de uma cultura milenar, e depois a gente nem se preocupa em pesquisar.. e o cerne da questão fica perdido, ficamos com a parte mais popular.

    Curtir

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s