Seguindo em frente


Se aprume, criatura!
Pare de curvar sua postura
E de lamentar a desventura
Que de trapo em trapo fica bonita a costura.
Se ficar parada, na gastura
Cabelo na cabeça não dura
E na barriga vai ter gordura.
Aí lascou-se, perdeu toda a formosura
Vai virar mulher madura
(Homem nenhum gosta de feiura)
Vamos, pare de frescura
Enxugue o rosto que a noite está escura
E sonhe bem uma aventura
Que amanhã vai ser tudo belezura.

Autor: Paulo Fávari

Paulo Fávari é mestrando em Artes Cênicas pela Escola de Comunicações e Artes da USP com o tema O trabalho experimental de Chico de Assis nos anos 1960: direção, dramaturgia e pedagogia, sob orientação do professor Sérgio de Carvalho. É também pesquisador do Laboratório de Investigação em Teatro e Sociedade (LITS). Graduado em Jornalismo pela Escola de Comunicações e Artes da USP.

Uma consideração sobre “Seguindo em frente”

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s