Personagens da Feira: Jorge Poemape


Jorge Luis Poemape é comerciante. Veio do Peru há 28 anos e vende roupas artesanais andinas há 10 na USP. A entrevista:

O quê que você vende aqui na USP?
Artesanato indígena, peruano, esse tipo de trabalho. Artesanato de lhamas, de alpacas… Que vêm do Equador, do Peru, desses lugares.

O que te levou a escolher a USP para expor os seus produtos?
Motivos você tem o trabalho e a moradia – também moro perto daqui, no quilômetro dois da Raposo Tavares. Esses foram os motivos me levaram a trabalhar aqui, há uns dez anos mais ou menos.

Era só você que tinha aqui na feira quando você chegou?
Assim, vão chegando, amanhã não gostam e vão para outro lugar. Outros voltam porque esse negócio de morar perto favorece a certas pessoas. É sempre assim, se renovando.

Você vende em outros lugares também?
Também em feiras de artesanato dentro de São Paulo, onde você pode ver seus trabalhos, você pode ver o que você vende. Também trabalho com artesanato, mas hoje não, só estou com isso aqui [roupas da tenda].

Há diferença de preços entre esses lugares?
A diferença do preço é mínima porque, pra mim, acima de tudo – que eu gostaria que você entendesse – está a convivência com os alunos. É uma amizade sincera, não é como na rua, que tem algum problema, alguém pode te dar um cheque sem fundos. [Aqui] As pessoas são muito mais honestas.

Você tem mais confiança nos alunos…
Isso, isso. A palavra certa é a confiança com alguém e eles também com a gente em pedir alguma coisa, saber que amanhã estão comprando uma coisa certa, que o produto vem de lá, esse tipo de coisa.

Qual o perfil do aluno a quem você vende?
Em geral todo mundo, também tem funcionários, professores. Todo mundo sabe o tipo de coisa que você vende. Eles gostam de alguma coisa que seja real, se falo que é de lá então tem de ser de lá mesmo. Isso eu acho que é a nossa forma de poder ficar aqui, né?! E também de me relacionar com eles de uma forma mais correta.

Você trás os produtos pensando nos alunos daqui ou é alheio?
Eu acho que é pensando nos alunos daqui porque quem dá realmente mais valor são os alunos, já que eles estão estudando, já que eles estão informados sobre todo o tipo de coisa. Às vezes eles dizem “Isso é de lá, né? Eu vi em um site”, “Eu fui pra lá”, esse tipo de coisa.

Você tem alguma história pra contar que você viveu aqui com os alunos, vendendo?
Bom, já aconteceram várias histórias. Eu consegui ver o Lula, o presidente atual, aqui no prédio da História, tenho uma camiseta assinada por ele. Vi um trabalho de Fernando Henrique [Cardoso] aqui uma época… é outro presidente. Bom, é uma trajetória, todo mundo entra e sai aqui mas ninguém sabe o destino de cada um, isso é muito interessante.

O que você considera mais importante no vínculo com os alunos da USP além da confiança?
A confiança é a coisa mais importante. A convivência todo dia, porque você vê a pessoa todo dia por um tempo, que é de quatro a cinco anos. Você passa junto com eles esses problemas que acontecem com a universidade e tudo isso… As vezes você ri, as vezes você está triste… É esse tipo de vínculo que você tem com os alunos.

É quase que familiar o vínculo…
É familiar. Vira um amigo, vira um amigo. Por mais que você não saiba de onde ele vem, com o tempo você começa a saber como é tudo. Aí você vira um amigo dele. As vezes vêm desabafar, as vezes gostam de trocar ideia com uma pessoa que não tenha a ver com a universidade. É normal acontecer isso, é normal.

Autor: Paulo Fávari

Paulo Fávari é mestrando em Artes Cênicas pela Escola de Comunicações e Artes da USP com o tema O trabalho experimental de Chico de Assis nos anos 1960: direção, dramaturgia e pedagogia, sob orientação do professor Sérgio de Carvalho. É também pesquisador do Laboratório de Investigação em Teatro e Sociedade (LITS). Graduado em Jornalismo pela Escola de Comunicações e Artes da USP.

Uma consideração sobre “Personagens da Feira: Jorge Poemape”

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s